Notícias
Em alusão ao setembro azul, FUPAC/Ubá promove a ‘IV PALESTRA COMEMORATIVA DO DIA DOS SURDOS’

 30 de Setembro, 2019


images

Por: Lázaro Mattos

Em alusão ao Setembro Azul – mês dos surdos, e com o objetivo de informar a população sobre os direitos das pessoas com surdez e sua singularidade, a fim de proporcionar uma forma de reflexão, demonstrando que a informação é a melhor forma de contribuir para a inclusão e defesa dos direitos desses indivíduos e de seus familiares, a Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá, promoveu, na noite segunda-feira (16), às 19h, no Auditório Professor Bonifácio Andrada, a ‘IV Palestra Comemorativa ao do Dia dos Surdos. Mais de cento e vinte pessoas estiveram presentes no evento.

As atividades, promovidas a partir da atuação dos professores Isac Haber e Juliana Ribeiro, foram voltadas aos cidadãos interessados no tema e aos acadêmicos dos cursos de Pedagogia, Fisioterapia, Enfermagem e Psicologia da FUPAC/Ubá.

De acordo com o professor Isac Haber, o Setembro Azul “vem lembrar-nos de momentos de profunda tristeza para os Surdos, em que no mês de setembro de 1880, em Milão, ouvintes decidiram pela proibição das línguas de sinais em todo o mundo. O azul vem nos lembrar de outro momento igualmente sofrido onde no holocausto, a pessoas com deficiência eram separadas por uma faixa azul no braço, destinando-lhes a morte”.

O evento contou com a participação da intérprete de LIBRAS Andreia Teixeira, que possibilitou a acessibilidade linguística aos Surdos presentes.


O evento

A abertura do evento contou com a participação dos alunos do 2º período do Colégio Losango de Ubá, que, sob a organização do professor Isac Haber, fizeram uma apresentação da música Trevo, em LIBRAS. Os alunos estiveram acompanhados das professoras Silvana Mendes Andrade e Yasmine Biscotto.

A primeira palestra da noite, intitulada “A inclusão do Surdo no contexto escolar da rede pública estadual de MG", foi promovida pelas colaboradoras da Equipe de Serviço de Apoio à Inclusão - SAI da SRE/Ubá, Nívea Maria Teixeira Girardi e Silvana Ferreira.

Após a primeira palestra foi promovida mais uma apresentação cultural. Desta vez, o CAEE, Centro de Atendimento Educacional Especializado, da prefeitura de Ubá apresentou a música Igarapé das Mulheres, de Omar Junior, em uma dança que contemplou a Lingua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

A segunda palestra da noite teve como tema “História da Educação dos Surdos no Brasil e no mundo” e foi ministrada pelo Pedagogo e Estudante de Letras/Libras, Wilson Fernando Pereira da Silva.

Ao final da segunda palestra a palavra foi cedida à plenária para apresentações dos questionamentos pertinentes aos assuntos apresentados. Por fim foi promovido o sorteio de brindes aos presentes.

“O desejo de contribuir decisivamente para construir um novo olhar sobre a inclusão social e a cidadania das pessoas com surdez e o desafio de que pudéssemos tocar na vida de muitos cidadãos, foi a motivação para organização da IV Palestra comemorativa do dia dos Surdos da FUPAC Ubá”, concluiu o professor Isac Haber sobre a realização da atividade.


 

 

Comentários: